15 de fevereiro de 2009

Futebol de Canalhas

Este post escrevo sem rascunho. Quem acompanha o Sete Doses desde o início sabe que não vou a estádio de futebol desde 2000, quando houve a lamentável Copa João Havelange.

Torcedor é tratado como rato. Hoje, no Morumbi, no clássico São Paulo x Corinthians, houve mais uma semana de confusão - semana passada foram as brigas no jogo Palmeiras x Santos. Pelo que parece a confusão foi iniciada pela Polícia Militar que jogou bombas na torcida do Corinthians, obrigando-a a voltar para a arquibancada e, com isso, os últimos da aglomeração caíram pela arquibancada e esses coitados acabaram pisoteados por outros acuados pela polícia. Resultado foi muita gente com partes do corpo quebradas.

Em BH um torcedor indo para o clássico Cruzeiro x Atlético tomou um tiro e morreu. Tinha 20 anos. O cara vai para um jogo de futebol e morre!

Em SP a polícia proibiu a imprensa de gravar imagens do acontecimento. Ainda não se sabe o que aconteceu de fato, agora são 19h50 e tudo está sendo apurado.

Fato é que desde o início da semana já parecia que haveria coisa ruim nesse jogo, por causa de uma série de fatos.

O que posso dizer é que quem vai a estádio é idiota. Burro. Imbecil. Quem leva filho em jogo de futebol é assassino. Deveria ser preso por tentativa de homicídio.

Minha sugestão é a seguinte: pra quem compra ingresso para ir assistir jogo de futebol, seja em qualquer lugar do Brasil, junto ao ingresso deveria vir uma orelha de burro e o torcedor deveria ser obrigado a usá-la durante sua permanência no estádio.

Pô, pelamordedeus, ir à estádio é coisa de burro! Dar dinheiro para esses times e cartolas, é coisa de burro! Fazer Copa no Brasil é coisa de burro!

2 comentários:

adriana disse...

hola amigos, por razones ajenas .El Camaleon cambia la url.

anotar la nueva url por favor .

http://elcamaleongallego6.blogspot.com/

un abrazo a todos



hi friends, for reasons beyond .El Camaleon change the url.

note the new url please.

http://elcamaleongallego6.blogspot.com/

a hug to all

walter carvalho disse...

Mr. Smith tá mais do que certo, nada como ter um disco original em mãos, detesto download, gosto de um mundo real, não vivo de fantasias.