19 de abril de 2012

Foo Fighters e Oasis

Tenho alguns amigos que volta e meia discutimos sobre Oasis e Foo Fighters. Mas é dessas discussões saudáveis, de bêbados. Que não chega a lugar algum. Porém afirmarei até o fim da vida que Oasis não chega nem aos pés de Foo Fighters.

Oasis dos irmãos Gallagher. Liam e Noel vivem em uma bolha onde só há Beatles e a própria banda (e agora suas carreiras individuais).

Não é, nem de longe, uma banda de personalidade e sonoridade próprias. Além do mais, o mau humor e a pose de descaso, principalmente de Liam, é algo que beira o ridículo. É só lembrar-se dele cantando sentado no Rock in Rio.

Partiram para a carreira solo é continuam fazendo a mesma coisa. Não gostam de nada e não gostam de ninguém. As músicas, os discos, os clipes, tudo se refere a Beatles. É muita pose para pouco som.

Tem outra coisa. A sonoridade do Oasis não é só parecida com a de Beatles, mas também é ultra mega chupinhada de Inspiral Carpets, Charlatans UK e Stone Roses. Quando não parece um, parece outro.

Aí vem pedrada me dizendo que Dave Grohl não tá com nada, que é um americanóide, e que faz pose. Dificilmente os Gallagher seriam meus amigos, ao contrário de Dave, que como eu, é um roqueiro convicto, amante do bom rock: Black Sabbath, Motorhead, Ramones, Beatles, Who, Pixies, Husker Du, Led Zeppelin, Germs, Clash, Sex Pistols...

Dave é um cara que sabe aproveitar as oportunidades, tanto é que já tocou com vários de seus ídolos. Conhece muito bem cultura pop, o universo rock, e um bom exemplo recente desse seu bom gosto está na participação que ele fez no novo filme Muppets, fazendo papel de substituto do baterista Animal. Sempre foi fã de Germs, e se sente honrado em tocar com Pat Smear.

Só que o mais legal é ver que o Foo Fighters se diverte, o que é fundamental para quem quer fazer rock’n’roll. Lembro de uma entrevista gringa em que o repórter quis saber o motivo da banda se vestir de mulher nos clipes, “se é pra fazer clipe, que é uma coisa chata de fazer, ao menos vamos nos divertir”, essa foi a resposta. É isso.

Um dos primeiros shows do Foo Fighters aconteceu na loja da Virgin nos EUA, lançando o primeiro disco. Foi divertidíssimo. Dave chamou uma fã para cantar uma música, foi um show intimista que já mostrou o que seria o FF. Você vê a banda ao vivo e tem a certeza de que todos que estão no palco, estão se divertindo tanto quanto você. Bem ao contrário de um show do Oasis, que também jamais faria um clipe como "Big Me" ou "Everlong".

É isso; enquanto os irmãos Gallagher, principalmente Liam, faz pose de quem está odiando tudo em sua volta; o Foo Fighters aproveita cada segundo se divertindo pacas.

Gosto é gosto. Considero Dave Grohl mais verdadeiro e Foo Fighters mais divertido, mais rock e mais pesado que Liam, Noel e Oasis. E tem quem goste muito das duas.

Bem, uma parte desse contexto está também no texto Ídolos de Barro e Ídolos de Aço, que completa bem o que quero dizer aqui.

Nenhum comentário: