14 de abril de 2015

Ed Motta e a Ignorância de Um Fracassado

Em uma reportagem da Folha de SP a respeito do show especial que fez junto com Marisa Monte no Aeroanta, em 1988, o sobrinho de Tim Maia diz: “Nós só vamos cantar música em inglês, uma língua que eu não conheço muito bem...”

O sobrinho de Tim Maia surgiu 100% na sombra do tio. O marketing da gravadora, quando lançou o Conexão Japeri, era esse:. “A banda do sobrinho de Tim Maia”. E lá ele cantava “gostava de música americana, ia pro baile dançar todo fim de semana”. E ele assumia que só escutava mesmo música americana, soul, disco... Do Brasil me lembro dele citar apenas o tio, Cassiano e Banda Black Rio. Ou seja, ultra limitado!

Acompanhei esse início de carreira, vi show no Aeroanta, e até fui ao show de lançamento desse primeiro disco, que rolou no Dama Xoc. Em um lugar que cabia algo em torno de 800 pessoas, devia ter em torno de 100. Fui porque ganhei o ingresso, estava curioso, achei legal o som. Nessa mesma época, uma vez no Rio, o encontrei no Circo Voador.

Me lembro bem do quanto ele falava mal da música brasileira. Pior, falava mal sem conhecê-la. Sim, porque ele mesmo dizia que não escutava música brasileira porque não o interessava. Não me refiro só à música brega e sim a clássica MPB com bossa nova, Chico, Caetano, Gil e tudo mais. Dizia que tinha nascido na época e no lugar errados.

Também me lembro de uma entrevista de Tim Maia na Playboy com ele dizendo que precisava sentar com o sobrinho para mostrar a ele que música era uma coisa mais séria do que imaginava (algo assim). Dando a entender que o sobrinho precisava compreender melhor o que era música de verdade. O tio nunca teve muito contato com o sobrinho.

O sobrinho de Tim Maia sempre falou muita merda. Logo depois do primeiro disco, quando vi e li as primeiras entrevistas, desisti dele. Ele é um perdidinho, sem personalidade.

Esse seu recente desfile de preconceitos e arrogância, mostra que o rapaz não aprendeu nada desde que lançou seu primeiro disco em 1988. Antes disso ele já havia dado uma entrevista dizendo que show bom era aquele em que as pessoas assistiam sentadas. Ele gosta disso, ambiente elitista e pseudo intelectual. 

Fato é que depois de “Manuel” e “Vamos Dançar” o público perdeu o interesse pelo sobrinho de Tim Maia. O comportamento dele desde então certamente é fruto de frustração. Parecido com o tio fisicamente, a voz também parecida, o som com as mesmas influências, e mesmo com tudo isso não alcançou nem 1% do sucesso do tio. Seu sucesso foi instantâneo, tipo “one hit wonder” (denominação para quem faz sucesso com apenas uma ou duas músicas).

O sobrinho de Tim Maia até tinha tudo pra fazer sucesso, mas algo absolutamente blasé subiu à sua cabeça.

A pergunta que não paro de me fazer é: por que ele mora no Brasil? (fazer show fora do país não significa necessariamente que se faz sucesso).

Você já foi a um show do sobrinho do Tim Maia? Faz a diferença em sua vida? Te faz falta? Você já escutou mais que três músicas dele nas rádios? Tirando o fato de ser sobrinho de Tim Maia, de “Manuel”, do preconceito e da arrogância sem razão, o que mais você sabe sobre ele?

O rapaz, sobrinho do Tim Maia, tem muito a aprender, mas se não quis aprender até agora, então duvido que um dia ele evolua como pessoa e como artista. Perdeu a chance...

PS: Fiquei com pena de Edu Lobo quando soube que ele havia convidado o sobrinho de Tim Maia para gravar no Songbook dele. Na hora me perguntei: “o que o sobrinho de Tim Maia está fazendo lá se não gosta de música brasileira?”

(Sim, óbvio que me ofendi com o que o sobrinho do Tim Maia falou recentemente)

2 comentários:

Aquiles Pelopes disse...

Até que enfim alguém com culhão pra colocar esse verme com excesso de tecido adiposo no seu devido lugar :O lixo! Ô cara desgraçado ,desprezível imundo, porco, enfim , um derrotado, que como acima citado, vive a sombra do seu tio, esse sim era foda!! Valeu Sr. Paulo, tô começando a acompanhar seu trabalho e tô achando ducacete ! Fraternal abraço aqui de Brasília! !

Aquiles Pelopes disse...

Até que enfim alguém com culhão pra colocar esse verme com excesso de tecido adiposo no seu devido lugar :O lixo! Ô cara desgraçado ,desprezível imundo, porco, enfim , um derrotado, que como acima citado, vive a sombra do seu tio, esse sim era foda!! Valeu Sr. Paulo, tô começando a acompanhar seu trabalho e tô achando ducacete ! Fraternal abraço aqui de Brasília! !